sexta-feira, 31 de julho de 2009

Romance vs Sexo

Olá a todas

Continuam a questionar-me sobre os meus serviços. Querem sexo. Se pagam, querem sexo... Errado!

Comigo ninguém paga para ter sexo. Paga para ter romance. Sexo, quando há, é sempre grátis...

Sexo pelo sexo é como uma aspirina para a dor de cabeça. Hoje dói a cabeça, toma-se uma aspirina. Amanhã volta a doer a cabeça, outra aspirina. Sem nunca se perceber porque doi a cabeça...

Romance é mais do que isso. É voltar a viver. É voltar a sentir-se bem. Não por meia hora, mas com efeito prolongado. Romance pode mudar uma vida. Sexo muda uma hora.

Beijos a todas

A Maleta Vermelha

Estive a estabelecer umas parcerias com umas sex-shops para troca de links com o meu blog quando encontrei o site d'A Maleta Vermelha.

Prontamente a Alexandra, responsável em Portugal deste conceito, respondeu-me e marcamos uma reunião para a próxima 2ª feira para analisarmos uma possível parceria.

O conceito d'A Maleta Vermelha é a venda de artigos eróticos em reuniões de amigas, previamente combinadas com uma associada. Muito interessante...

Depois trago novidades...

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Ainda a Maria...

Continuo em contacto com a Maria. Gosto dela. Parece-me ser uma pessoa de bem.

A Maria sabe o que quer. Quer os meus serviços profissionais.

A Maria tem uma familia. Está focada na sua carreira e quer passar uns bons momentos. Tem razão. Tem direito a isso.

A Maria tem a atitude certa para recorrer aos serviços de um acompanhante masculino.

No blog a Maria viu o valor que cobro e que refiro "Sem SEXO". Ela perguntou: "E com SEXO????"

Não é que me tenha ofendido. Não tem nada a ver com isso. Mas respondi que o sexo é GRÁTIS, mas não prometo que aconteça. Se fosse cobrar X para ter sexo era um prostituto. Não tenho nada contra prostitutos ou prostitutas. Mas não é isso que quero ser. Podem pensar que estou a armar-me em fino... Se calhar estou...

Quero ser alguém que proporciona bons momentos, que não têm obrigatoriamente que envolver sexo.

Beijos para todas as leitoras e um muito especial para a Maria.

Tomar café com a Telma

Olá a todas

Ontem ao fim da tarde fui tomar café com a Telma. Na zona do Parque das Nações.

A Telma leu o meu blog e ficou curiosa para me conhecer. Nunca tinha pensado em contratar os serviços de um acompanhante masculino, mas algo dentro dela ficou a mexer... Disse-me que o facto de pagar para estar com alguém a excitou imenso!

A Telma é a típica mulher de sucesso. Não é empresária. É doutorada e tem um bom emprego. Muito bom mesmo. É divorciada e não pensa casar novamente. Não tem filhos.

Tivemos uma conversa muito aberta, franca.

A Telma não se acha bonita (eu discordo!) e interiorizou a ideia que os homens se aproximam dela pelo dinheiro, pela estabilidade que ela proporciona. Como lhe aconteceu uma vez, pensa que será sempre assim... (também discordo. Concordo que possa acontecer. Discordo que seja sempre.)

Disse-me uma coisa que já tinha ouvido os homens dizerem relativamente às mulheres: "Se calhar a pagar sai mais barato..." Rimo-nos disso...

Combinámos ir jantar na próxima semana.

Depois conto como correu.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Amiga vs Cliente

Recebi um email muito querido da Maria, a dizer que tinha lido o meu blog, tinha gostado, e queria conhecer-me (obrigado Maria!).

Acontece que não percebi se me queria conhecer como cliente ou como amiga.

Entretanto este email levou-me a pensar sobre uma questão que implica estabelecer uma regra.

É que não posso permitir que uma relação com uma desconhecida comece pelo campo da amizade.

Uma amiga nunca se tonará uma cliente. Uma cliente quase sempre se torna uma amiga.

Portanto a regra é: Nunca iniciar relações de amizade.

Espero que compreendam...

terça-feira, 28 de julho de 2009

Acompanhantes masculinos vieram para ficar

Existe uma tendência crescente entre as mulheres em todo o mundo. Elas já não desejam ser chamadas de sexo mais fraco. Quando elas estão ganhando a mesma quantia que os homens e quando elas estão ocupando as mesmas posições a gerir organizações globais, não há nenhuma razão pela qual elas devem ser vistas a partir de um ângulo diferente. A maioria dessas mulheres modernas estão convictas que «por que razão devem os rapazes ter toda a diversão?". Elas também querem desfrutar de todos os pequenos pedaços da vida como os homens, e é aqui que os acompanhantes profissionais do sexo masculino vêm a luz do dia.

Actualmente mais e mais mulheres estão a viajar para diferentes cidades do seu país ou para o estrangeiro... sozinhas. Quando o dia de trabalho está terminado, elas querem alguém com quem possam gozar a vida e é aí que elas buscam por um acompanhante do sexo masculino. Passar uma noite sozinha, sem uma sombra de divertimento, é algo que não é aceitável para mulheres contemporâneas. Elas também querem desfrutar a mesma diversão que os seus homólogos masculinos, enquanto viajam. Enquanto os homens desfrutam da companhia de jovens meninas, essas mulheres desfrutam a vida nocturna na companhia de acompanhantes masculinos.

Esta tendência tem crescido ao longo da última década e não há praticamente nenhuma cidade importante no mundo que não se orgulhe de ter um serviço de acompanhantes masculinos. A maioria dessas organizações têm a sua própria presença na web. Às mulheres basta fazer login e verificar o perfil detalhado de vários homens e selecionar o seu preferido. Estes sites contém descrições detalhadas dos homens, incluindo as suas fotografias, os seus hobbies e desportos. Tudo o que uma mulher precisa fazer é selecionar um desses homens da lista e notificar a agência.

Se você também é uma mulher e está de visita uma cidade desconhecida, é tempo de também utilizar os serviços de um acompanhante masculino. Porque não desfrutar da companhia de um homem bem preparado. Ele vai levá-lo a conhecer a cidade e quando você estiver cansada, ele também irá ajudá-la a relaxar. A maioria deles são experientes na arte da massagem sensual e também pode fazer o seu corpo relaxar com um toque hábil no sitio certo.

Existem diferentes tipos de acompanhantes disponíveis e você poderá ficar a conhecer mais sobre eles e do tipo de serviço que oferecem visitando os seus sites e blogs. A próxima vez que você estiver a planear uma visita a qualquer cidade distante e estiver interessada em desfrutar a vida ao máximo, garanta que entra em contacto comigo. Não há razão para que você não deva divertir-se ... depois de tudo ... "por que razão devem os rapazes ter toda a diversão?"

Traduzido por mim de "The Growing Trend of Male Escorts Accompanying Traveling Women"

Serão no Sheraton Lisboa

Ontem resolvi passar o serão no Sheraton. Perceber o ambiente dos hotéis de luxo. Ver quem entra, quem sai, quem fica por ali...

Assim fiz. Levei o portátil para ir trabalhando nuns projectos que tenho entre mãos e por lá fiquei, a observar.

Cheguei perto das 21 horas. O lobby estava movimentado. Muitos estrangeiros. Espanhóis, Ingleses, e outras nacionalidades que não consegui identificar.

Havia algumas senhoras que não me importava que fossem minhas clientes...

Penso que uma das maiores dificuldades desta minha nova profissão é conseguir juntar oferta e procura. Quem procura não sabe onde encontrar. Eu não sei onde anunciar... Não pode ser feito às claras e pelo métodos normais.

Eu tenho que manter o sigilo devido à vida dupla. As clientes também não querem propriamente muita publicidade.

Normalmente os serviços de elite utilizam muito as referências, recomendações. Mas não é certamente uma coisa que uma cliente satisfeita vá contar às amigas no café.

Gostei do ambiente requintado de fim de noite no Sheraton. Estava agradável.

Era meia-noite quando pensei ir para casa. Não fui. Aluguei um quarto e fiquei a dormir (sozinho). Um mimo de mim para mim. Adoro os pequenos almoços no hotel.

Hoje vou fazer o mesmo no Meridien. Mas não fico para dormir (não pode ser todos os dias...)

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Fim de Semana em Grande!!!!!

Olá a todos

Este fim-de-semana foi espectacular. Tive a minha primeira cliente. E logo no Algarve. Espectacular!!!

Na 6ª feira ao fim do dia estava um pouco desanimado. Tinha recebido um email de uma senhora inglesa. Queria marcar um encontro em Lisboa. Trocámos dois emails mas depois não tive mais noticias...

Sábado de manhã acordei cedo para ir à praia.

Mas antes, ainda com os olhos entreabertos, vou ver o email.

Novo contacto de uma senhora inglesa (acho que estou com sorte com as inglesas, penso eu...).

Vinha para o Algarve ainda no sábado e queria jantar comigo. Tinha reserva no hotel da Quinta do Lago para o fim-de-semana. Ia estar no computador até à hora de almoço. Caso eu não respondesse até ao meio dia pediu-me para ligar para o hotel a partir das 18 horas.

Claro que respondi logo ao email. Perguntei qual o programa que tinha em mente.

Disse que queria jantar e talvez sair para dançar um pouco, se não estivesse muito cansada.

Concordei. Perguntei se tinha algum restaurante em mente ou se queria que fosse eu a escolher. Deixou essa tarefa para mim. Fiz reserva para 2 no Amadeus, perto de Almancil, para as 20h30 e combinei encontrar-me com ela no lobby to hotel às 20 horas.

Pensei ir ainda à praia ao Guincho como planeado e ir para o Algarve apenas ao fim da tarde. Entretanto lembrei-me que tenho um amigo em Vilamoura com quem já não falo há algum tempo. Liguei-lhe a perguntar se tinha planos para o dia. Ia à praia com umas amigas. Óptimo, digo eu, vou ter convosco.

Assim fiz.

Antes das 13 horas estava na praia da falésia, em Vilamoura.

Após uma bela tarde de praia, por volta das 18h30 perguntei se não queriam ir embora. É que tinha um encontro às 20 horas...

O meu amigo e as amigas logo a querem saber quem era o que era. É claro que não lhes contei...

Entretanto um nervoso começa a apoderar-se de mim à medida que se aproxima a hora do encontro. Esse nervoso tinha aparecido pela primeira vez de manhã quando o encontro ficou confirmado, do tipo "E agora? O que faço?", mas a tarde descontraída de praia tinha feito desaparecer. Agora tinha voltado...

Às 19h55 estava eu impecavelmente arranjado, em estilo casual desportivo, no lobby do Hotel Quinta do Lago. Lembrei-me que não tínhamos combinado forma de nos reconhecermos, mas também achei que não seria preciso. E não foi.

20 horas em ponto. Ela chega. Linda. Não a beleza de uma modelo de 20 anos. A beleza de uma mulher de classe, requintada, decidida, dona de si. É claro que nunca lhe perguntei a idade. Devia ter perto de 50, mas aparentava pouco mais de 40. Mas que 40...

A sério que me senti orgulhoso que poder partilhar uma noite com aquela pessoa. Assim que a vi acreditei que ia ser uma noite memorável.

Tinha pedido ao táxi para esperar. Fomos jantar.

Eu sou mais de bifes mal passados. Ela de peixe e salada. Foi o que pedimos. Bebemos vinho. Falámos, falámos e falámos...

Falou do casamento fracassado, dos filhos, dos negócios que corriam bem (ligados à indústria farmacêutica).

Falámos do Algarve, de praia, de relações, de música, da vida. Ela estava bem disposta. Eu também.

O tempo foi passando. Era quase meia-noite quando saímos do restaurante. Perguntei se a noite tinha terminado para nós. Ela olhou para mim (com o que me pareceu um olhar maroto) e disse que queria ir dançar. Fomos ao T-Clube.

Bebemos champanhe e dançamos. Pouco falámos aqui. Ela estava bem e isso para mim era o mais importante. Eu também estava.

Agora enquanto escrevo pergunto-me se alguém teria reparado que eu era um escort e ela uma cliente. Acho que não. Não sei. Não interessa.

Uma coisa começava a preocupar-me. E se ela quisesse mais alguma coisa? O que faria eu?

É que eu tinha estabelecido para mim que entrava nisto sem sexo. Mas também não sabia até que ponto isso para mim era assim tão importante. Ia deixar andar. Mas acho que naquele momento estava já a desejar que ela quisesse...

À uma da manhã saímos do T-Clube.

Ao chegar ao hotel ela disse que sabia as regras que eu tinha colocado, mas perguntou se queria subir ao quarto e beber mais um pouco de champanhe. Aceitei logo. Não precisei pensar.

Assim que entrámos na suite beijei-a. Ela beijou-me. Beijámo-nos. Fizemos amor. Dormimos juntos, bem agarrados.

De manhã acordei com o pequeno-almoço já à minha espera na varanda. Ela estava a apanhar sol.

Não aguentei. Trouxe-a ao colo para a cama e fizemos amor novamente.

Depois do pequeno-almoço senti que tinha que sair dali rapidamente. Estava a perder o controlo. Despedi-me. Sai. Vim para Lisboa.

Vou pensar sobre isto tudo nos próximos dias...

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Afinal não me parece...

Ainda não tive mais resposta da minha inglesa. Talvez esteja ocupada... Talvez se tenha arrependido... Resta-me esperar...

Fiquei muito animado com o primeiro contacto. A ser sério seria extraórdinário.

Tenho estado a visitar blogs e a colocar posts.

Entretanto não tive mais nenhum contacto. Se calhar é cedo... Tenho que continuar a divulgação.

Não vou desistir. Se alguém tiver ideias de como divulgar o blog diga. Toda a ajuda é bem vinda...

Bom fim de semana.

Primeiro contacto

Isto é incrível!!! Através do twitter - http://twitter.com/lisbonmanescort - tive o primeiro contacto (3 horas depois de ter criado a conta!!!!).

Uma senhora inglesa em viagem a Portugal quer encontrar-se comigo na próxima semana.

Será verdade? Parece bom demais...

Já trocámos 2 emails. Não quero entrar em muitos detalhes aqui no blog, porque a descrição é importante...

Estou entusiasmado...

Como posso assegurar-me que é uma cliente séria e não alguém a brincar? Penso que tenho que me habituar a que isso possa acontecer muitas vezes.

Tenho um problema com o telemóvel. Não posso falar durante o dia (estou a trabalhar) nem à noite (tenho família...). Penso que isso vai ser um problema para mim. Não ter telemóvel vai fazer-me perder muitos clientes. E a troca de emails vai fazer-me perder muito tempo com pseudo clientes. É o que dá ser amador. Bem! Por agora vai ter mesmo que ser assim. Um dia se me tornar profissional logo mudo. Agora não dá...

Vou ver o email. Pode haver novidades... Até já.

Agradecimentos a Paula Lee

Porquê o agradecimento a Paula Lee? Por tudo. E por nada. Simplesmente por existir e por ter sido através da leitura do seu blog (http://amanteprofissional.com/blog) que decidi ser acompanhante masculino.

Não a conheço. Nunca falei com ela. Enviei-lhe hoje um email mas não sei se ela me vai responder. Também não interessa. O tributo está feito.

Obrigado Paula.

Primeiro dia

Ontem foi apenas para configurar o blog nas 4 línguas que falo. Português, Inglês, Francês e Espanhol.

Hoje é a sério.

Vou dedicar-me a inserir conteúdos e promover os blogs. A minha estratégia de marketing vai ser apenas na internet. Tentei colocar anúncios no google mas não está a funcionar. Vou tentar procurar blogs e foruns relacionados com acompanhantes (escorts).

Também já tenho twitter. http://twitter.com/lisbonmanescort

No twitter só estou em Inglês. Tinha que criar vários emails para poder ter várias contas no twitter. Era tão mais simples se fosse como nos blogs... Uma conta, vários blogs... Mas não. No twitter um email = 1 conta. É pena. Pode ser que no futuro faça outras contas.

Estou ansioso por ter a minha primeira cliente.

Não sei quando vai ser, mas acho que vou estar mais nervoso que ela...

Bem, vou traduzir isto para as outras línguas e já volto.

Apenas a começar...

Estou a começar a minha nova vida de acompanhante (escort). Só para senhoras, por favor... Por várias vezes tenho pensado nisto e hoje decidi começar. Sempre me faltou dar o último passo... Agora está feito!