sexta-feira, 31 de julho de 2009

Romance vs Sexo

Olá a todas

Continuam a questionar-me sobre os meus serviços. Querem sexo. Se pagam, querem sexo... Errado!

Comigo ninguém paga para ter sexo. Paga para ter romance. Sexo, quando há, é sempre grátis...

Sexo pelo sexo é como uma aspirina para a dor de cabeça. Hoje dói a cabeça, toma-se uma aspirina. Amanhã volta a doer a cabeça, outra aspirina. Sem nunca se perceber porque doi a cabeça...

Romance é mais do que isso. É voltar a viver. É voltar a sentir-se bem. Não por meia hora, mas com efeito prolongado. Romance pode mudar uma vida. Sexo muda uma hora.

Beijos a todas

8 comentários:

  1. Qual é o seu conceito de romance?

    Será que romance não implica sentimentos?

    Pagar por um romance não implica uma ligação a outra pessoa?

    ResponderEliminar
  2. Olá Jorge

    Percebo a sua questão. Os meus serviços há duas gerações atrás não faziam sentido. As relações era para toda a vida.

    Hoje em dia são raras as relações que duram para sempre. Normalmente acabam em desilusão.

    Isto acontece porque há alguém não cumpre as regras. Essa falha acontece numa área onde um romance comigo nunca chega a entrar, por isso comigo não há desilusões. Não há hipóteses de alguém não cumprir as regras.

    Agora se não lhe posso chamar romance? Acho que posso.

    Se não há sentimentos? Há.

    Mas um romance segundo as minhas regras nunca acaba mal.

    ResponderEliminar
  3. Boas

    Nota que é apenas mera troca de opiniões.

    Sendo assim é possivel comprar 250€ de sentimentos?

    Ou seja, durante o tempo X que a cliente tiver pago consegue gostar dessa pessoa independentemente da cliente que aparece ao seu encontro?

    E depois desse X de tempo, desliga tudo o que sentiu por essa pessoa, se é que sentiu apenas com um estalar dedos (claro que estalar de dedos é metáfora)?

    Eu creio que entendo a ideia em geral mas:

    Romance vs Sexo e Amiga vs Cliente acho contraditorio

    ResponderEliminar
  4. Eu gosto de trocar opiniões...

    O post "Amiga vs Cliente" tem a ver com o facto de eu não começar uma relação na base da amizade pois essa pessoa nunca se tornará cliente. Já uma cliente normalmente torna-se amiga. Assunto arrumado...

    No comentário que faz sobre o post "Romance vs Sexo" parte do principio que uma cliente está comigo uma vez e nunca mais me vê. Ora é exactamente isso que eu não quero que aconteça...

    Se eu me focasse no sexo se calhar tinha num ano 50 clientes diferentes, cada uma só estava comigo uma vez. Ao forcar-me no romance é porque prefiro ter num ano 10 clientes que cada uma está comigo 5 vezes. Percebe?

    O sentimento não dura uma hora, mas dura o tempo que a pessoa quiser manter uma relação comigo. Pode estar comigo uma vez por semana, por mês ou por ano, não interessa, mas há uma continuidade...

    Neste sentido posso dizer que há sentimento e há romance, porque há continuidade (que é o que procuro).

    Eu mantenho relações destas (sem ser no campo profissional) com algumas pessoas em que há sentimento, há romance, mas só nos vemos 1 ou 2 vezes por ano. Só que não me pagam...

    Espero ter sido compreendido...

    ResponderEliminar
  5. Caro amigo, vi o seu comentario no meu blog e decidi vir espreitar o seu...

    Lamentalvelmente n posso concordar consigo relativamente ao que defende, mas respeito...

    O amor, a paixão e os sentimentos n se compram nem se vendem, simplesmente acontecem... quanto ao sexo, tlv este ja seja "vendivel"... embora também não ache necessario... quanto `companhia... também n se vende, nem se compra, as amizades ou relacionamentos so podem ser verdadeiros se desprovidos de interesses, caso contrario...enfim... Temos concepções diferentes das coisas, mas respeito as que divergem das minhas...

    Bijinhos e felicidades

    ResponderEliminar
  6. Olá Feiticeira

    Eu também respeito a sua opinião, mas não posso concordar...

    Homens e mulheres sempre quiseram comprar amor, romance e sentimentos. De forma disfarçada, mas é a realidade.

    Diz-se que na guerra e no amor vale tudo. E para muitas pessoas o dinheiro é uma arma e estão dispostas a utiliza-la.

    Eu tento vencer a hipocrisia e colocar as coisas de forma demasiado claras, o que por vezes é difícil de aceitar. Mas são a realidade (pelo menos como eu a vejo).

    O que descreve é o que devia ser, a perfeição, mas é utópico. O que eu descrevo está bem mais de acordo com a realidade... Na minha opinião...

    As pessoas tendem a valorizar muito mais o amor do que o sexo. Por sexo podem dar alguns euros, por amor estão dispostas a dar tudo, até a vida. Porque pensam que estão a comprar (se bem que não gostem de lhe chamar isso) um amor verdadeiro. Muitas vezes, já tarde demais, apercebem-se que o amor que compraram não tem nada de verdadeiro e o que o preço que pagaram foi caro demais. Mas já é tarde...

    Resumindo, acho que o romance que eu vendo é mais verdadeiro e honesto que muito do que existe por aí...

    Só para nos situarmos, o que digo não faz sentido nenhum para a maioria das pessoas. Apenas uma ínfima parte das mulheres portuguesas se identificam com a minha posição.

    Mas se nos centrarmos nas mulheres de uma classe de elevado poder económico (onde estão as minhas clientes) já existem muitas que identificam. Sabem que tudo ao seu redor é movido pelo interesse, mais ou menos dissimulado. Existem pessoas que pelo seu estatuto económico têm que estar sempre à defesa. Vivem um inferno no seu dia a dia. Não sabem em quem podem confiar.

    Para essas mulheres eu sou um refúgio. Porque sabem com o que podem contar. Encontram comigo mais verdade e honestidade do que jamais tiveram. As regras são claras. Não há segundas intenções.

    Para todas as mulheres, ricas ou pobres, gordas ou magras, bonitas ou feias, desejo que encontrem a felicidade, com ou sem a minha ajuda...

    ResponderEliminar
  7. Gostei da sua resposta, embora "viva" numa atmofesra diferente, entendo e sei que assim é ou deve ser. Resposta inteligente, mostra um homem culto e arriscar-me-ia dizer; interessante! Mas o meu "mundo" é outro...e tento neste meu "mundo" ser fiel ao que defendo e também a educação que tive e que fez de mim a mulher a que sou, mas não sou "quadrada", nem conservadora, nem coisa que o valha... Gostei que tivesse visitado o meu blog... Será sempre bem-vindo..
    Beijinhos Lisbon escort...

    Kris

    ResponderEliminar
  8. Obrigado Kris

    Beijinhos

    PS: Se quiseres vai ver este post em Inglês onde também troco alguns comentários interessantes com um visitante. O link é: http://lisbonmanescort.blogspot.com/2009/07/romance-vs-sex.html

    ResponderEliminar